Apresentação

O Programa de Pós-Graduação em Geografia Humana da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo foi criado juntamente com o Programa de Pós-Graduação em Geografia Física no início dos anos 1970, no contexto da regulamentação federal dos programas stricto sensu no Brasil. A sua gênese remonta, todavia, a décadas anteriores, quando, no Departamento de Geografia da USP, formaram-se os primeiros doutores em Geografia no Brasil. A primeira tese, de autoria de Maria Conceição Vicente de Carvalho, foi defendida no ano de 1944, completando, portanto, 70 anos em 2014.

A centralidade econômica do estado de São Paulo e a centralidade acadêmica da Universidade de São Paulo contribuíram para que o Programa de Pós-Graduação em Geografia Humana atraísse professores e alunos que se destacaram na construção da Geografia brasileira enquanto um campo do saber autônomo, mas, ao mesmo tempo, aberto ao diálogo com outras áreas de investigação. Nomes como os dos Professores Pasquale Petrone, José Ribeiro da Silva, Armando Correa da Silva, Milton Santos, entre outros, fazem parte da memória do PPGH e seus legados povoam o nosso cotidiano até os dias atuais.

O Programa de Pós-Graduação em Geografia Humana tem se caracterizado ao longo de sua trajetória pela busca permanente da excelência por meio do exercício de liberdade e da autonomia acadêmicas. São seus princípios: o uso ético do conhecimento produzido; o compromisso com a consolidação e o aprofundamento da democracia, da cidadania e da justiça socioespacial; o respeito à pluralidade de visões sobre a geografia e o mundo contemporâneo.

São seus objetivos: a produção e a difusão de conhecimento crítico relativo a questões de natureza geográfica, visando contribuir para a transformação das sociedades e dos territórios; a valorização do conhecimento sobre as dimensões socioespaciais do mundo, em suas diferentes escalas de análise, representações e linguagens cartográficas; e a formação de quadros profissionais de elevada distinção por meio do desenvolvimento de pesquisa, ensino e cooperação nacional e internacional, e de uma abertura para o trabalho interdisciplinar.

Tais objetivos são ancorados em estratégias como: ampliação da cooperação e dos intercâmbios acadêmicos entre instituições universitárias nacionais e internacionais; reforço do diálogo com outras associações vinculadas à produção, difusão e aplicação do conhecimento; organização e participação em eventos científicos e culturais de abrangência internacional, nacional, regional e local; publicação de obras coletivas e autorais, assim como redação de artigos científicos em periódicos com grande prestígio acadêmico; desenvolvimento e consolidação de canais de comunicação do Programa com a sociedade civil, visando maior publicização dos trabalhos de pesquisa realizados; estímulo à formação e à manutenção de grupos de pesquisa sobre temas de grande relevância acadêmica e social; aprofundamento do estudo de temas concernentes a: epistemologia e história da geografia, urbanização contemporânea, estudos agrários, regionais e socioambientais, ensino de geografia e educação, planejamento e políticas territoriais.

Português, Brasil